Supervisora de nutrição dá dicas de dieta equilibrada para a terceira idade

Rosemeire da Cunha Campos explica a importância da alimentação saudável para os idosos.

Provavelmente você já ouviu a expressão “você é o que você come”. E não é à toa. O modo como nos alimentamos influencia nossa saúde e bem estar ao longo de toda a nossa vida, desde a infância até a terceira idade. Uma alimentação rica e balanceada pode auxiliar na prevenção de doenças, além de melhorar o funcionamento do intestino, proporcionar melhores noites de sono e fortalecer nossos órgãos, ossos e pele.

Na terceira idade o corpo passa por várias mudanças: alteração na percepção de cores e cheiros, diminuição dos músculos e gordura corporal, aumento da fragilidade dos ossos e coração. Tudo isso é um processo natural, faz parte da estrutura biológica do ser humano, mas é preciso atenção e cautela na escolha dos alimentos ingeridos para garantir saúde e bem-estar.

“Os hábitos alimentares na terceira idade, bem como nas demais fases da vida, precisam ser bem regrados e variados; e o mais importante: deve ser completos para suprir as necessidades dos macro e micronutrientes como proteína, energia, zinco, magnésio, cálcio, fósforo, ferro, vitaminas D, B12, C e A entre outros”, afirma Rosemeire da Cunha Campos, supervisora de nutrição do Residencial Santa Cruz.

Legumes, peixes, derivados de leite, castanhas e frutas são ricos nessas substâncias citadas por Rosemeire. Segundo ela, o mais importante é saber variar as opções e usar a criatividade para descobrir combinações ricas e saborosas.

“A alimentação saudável é composta por alimentos variados e coloridos e constitui uma gama enorme de possibilidades, inclusive as não convencionais/habituais. Descobrir novos sabores além de ser ricamente interessante, também não raramente abre um leque de novos nutrientes”, conta.

No Residencial Santa Cruz, a prioridade é oferecer uma dieta equilibrada levando em conta todas as observações apontadas por Rosemeire. Mas nesse momento de pandemia, algumas medidas foram adotadas para assegurar a proteção dos residentes e reforçar o sistema imunológico ainda mais.

“Enfatizamos alguns cuidados nessa pandemia que valem ser citados,  como a oferta mais frequente de sucos naturais coloridos ricos em vitamina C, águas saborizadas e chás/infusões adicionados a alimentos  funcionais como hortelã, gengibre, cúrcuma entre outros, visando estimular o consumo de água geralmente negligenciado por essa população pelo fato de, fisiologicamente, sentirem menos sede”, conclui.

Texto| Marina Ferreira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Arquivos
Dúvidas

O Residencial Santa Cruz foi projetado em cada detalhe para oferecer as melhores condições de vida às pessoas em diferentes estágios da fase idosa, entre em contato para mais informações e dúvidas.

Clique aqui!

× Como posso te ajudar?