Conscientização sobre o Diabetes mellitus

O Dia Mundial do Diabetes, 14 de novembro, é a principal campanha global de conscientização com foco na diabetes. O Residencial Santa Cruz (RSC) atento as necessidades de saúde da população, e principalmente, as questões de saúde relacionadas a terceira idade reforça sobre os cuidados com a doença.

Diabetes mellitus é um distúrbio causado pela produção insuficiente ou má absorção de insulina, hormônio que regula a glicose (açúcar) no sangue. Neste caso, a glicose presente no sangue é expelida através da urina sem ser aproveitada pelas células.

“Todos nós produzimos insulina, um hormônio proteico, através de células do pâncreas. Quem sofre de diabetes não produz insulina ou a produz de modo insuficiente ou ineficaz. Nesse contexto, o corpo não consegue absorver a glicose circulante, as células começam a “passar fome” e o nível de açúcar no corpo permanece constantemente alto trazendo muitas e importantes consequências negativas ao organismo do indivíduo portador” explica Rosemeire da Cunha Campos, nutricionista do RSC

 A descoberta da insulina 

14 de novembro – A data foi escolhida em homenagem a Frederick Banting que descobriu a insulina em 1921, juntamente com seu assistente, o estudante Charles Best, na Universidade de Toronto.

A descoberta tornou seus descobridores ganhadores de Prêmio Nobel, por terem mudado e salvado a vida de inúmeras pessoas, que até as primeiras décadas do século passado estariam condenadas ao coma diabético ou à privação de alimentos e chegariam a óbito por desnutrição.

Em 2021, a descoberta completará 100 anos!

O desenvolvimento da ciência e a atuação da terapia nutricional 

Com o passar dos anos ficou evidente que a atuação da terapia nutricional adequada é fundamental para a prevenção, tratamento e gerenciamento do diabetes mellitus. A dietoterapia tem como alvo o bom estado nutricional, saúde fisiológica e qualidade de vida do indivíduo, bem como prevenir complicações a curto e longo prazo e as comorbidades associadas.

De acordo com a técnica em nutrição, Sandra Regina Vairo, o indivíduo portador ou não de diabetes deve ter uma alimentação variada, equilibrada em nutrientes, com preferência pelo consumo de alimentos ricos em fibras, encontradas em hortaliças, frutas e cereais integrais. “Não podemos esquecer também das gorduras, elas têm umas função importante no nosso organismo. Devemos nos atentar à qualidade deste macronutriente, evitando o consumo de gorduras saturadas, encontradas principalmente em alimentos de origem animal, onde a quantidade deve ser moderada, pois também contribuem com o aumento da glicemia”, explica Sandra

A diabetes é uma doença crônica e silenciosa, o indivíduo que for diagnosticado deverá conviver com ela por toda a vida, e pode acarretar problemas associados a longo prazo caso ela não seja controlada como: problemas cardiovasculares, complicações renais, perda de visão, alteração de sensibilidade nos membros inferiores, entre outros. Por isso cuide-se!

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Arquivos
Dúvidas

O Residencial Santa Cruz foi projetado em cada detalhe para oferecer as melhores condições de vida às pessoas em diferentes estágios da fase idosa, entre em contato para mais informações e dúvidas.

Clique aqui!

× Como posso te ajudar?