O uso da tecnologia para aproximar residentes e familiares durante a quarentena

Em tempos de quarentena, devido ao novo coronavírus (COVID-19) muitas são as saudades entre familiares e idosos aqui no Residencial Santa Cruz (RSC). A fim de sanar a distância e tranquilizar os corações, nossa equipe propôs sessões de videochamada entre residentes e familiares tornando a tecnologia uma aliada em tempos de isolamento social.

Para Bruno Leonel de Abreu, psicólogo do RSC, as videochamadas auxiliam na diminuição dos sintomas de depressão, ansiedade e estresse que podem estar relacionados ao confinamento, da mesma forma que promove uma aproximação afetiva e emocional, principalmente pela imagem do familiar, que produz sentimentos de segurança, amparo e acolhimento. “Os familiares e residentes podem interagir dizendo sobre suas atividades cotidianas, como forma de enfrentamento aos sentimentos de tédio ou solidão, seja um desenho realizado pelos netos(as) ou uma receita de família realizado pelos filhos(as) que aproxima, com muita sensibilidade, a afetividade”, explica o psicólogo.

Bruno também ressalta que as medidas de confinamento são um gesto de cuidado com a saúde dos familiares, residentes, equipe e sociedade, e quanto mais distante ficarmos nesse momento, mais cedo poderemos demostrar todo gesto de carinho desejado para quem amamos.

O Residencial Santa Cruz encontrou na videochamada, enquanto forma de comunicação mediada tecnologicamente, a partilha de um espaço que abre a possibilidade de manutenção dos laços e de solidariedade intergeracional das relações sociais na família contemporânea, agindo como ferramenta de aproximação para que avós e netos matem as saudades ao mesmo tempo que auxilia na inclusão digital da geração idosa.

Segundo Francisca Amaral, coordenadora de relacionamentos do RSC, as videochamadas são muito importantes para os residentes que estão acostumados com a presença da família. “Como nossas visitações são 24 horas, tem residentes que a família fica o dia inteiro aqui, e de repente não tem mais isso. Alguns idosos entendem, outros nem tanto devido a questões de saúde, mas mesmo assim sentem falta daquela pessoa da família vindo aqui o tempo todo. Nós percebemos que essas chamadas de vídeo trazem um conforto, tanto pro idoso quanto pra família. Os familiares veem em tempo real que eles estão bem e que estão sendo bem cuidados”, conta Francisca.

Texto| Mayara Nunes

Comments
  • Silvia Helena Campos disse:

    Deus abençoe sempre a todos vocês que se dedica com carinho
    Aqueles que nós alegra com suas histórias de vida, experiência enfim são a razão do nosso viver
    Gratidão aos profissionais que escolheram a se dedicar aos melhores idade .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Arquivos
Dúvidas

O Residencial Santa Cruz foi projetado em cada detalhe para oferecer as melhores condições de vida às pessoas em diferentes estágios da fase idosa, entre em contato para mais informações e dúvidas.

Clique aqui!

× Como posso te ajudar?